RSS

Falta de comida ameaça ave símbolo das Ilhas Galápagos, aponta estudo

02 maio

Exemplar da ave patola-de-pés-azuis, que habita ilhas do Pacífico, principalmente na região da América tropical (Foto: Marc Figueras/Wikimedia Commons)Exemplar da ave patola-de-pés-azuis, que habita ilhas do Pacífico, principalmente na região da América tropical (Foto: Marc Figueras/Wikimedia Commons)

Uma das aves emblemáticas das ilhas Galápagos, a patola-de-pés-azuis, enfrenta uma incomum redução de sua população devido à escassez de alimento, revelou um estudo científico apoiado pelas autoridades do arquipélago localizado no Equador.

“Estamos extremamente preocupados com o que está acontecendo com esta população”, afirma Víctor Carrión, diretor de Ecossistemas do Parque Nacional de Galápagos (PNG), localizado a 1.000 km da costa equatoriana.

Pesquisa conduzida pelo biólogo americano Dave Anderson, publicado na revista especializada “Avian Conservation & Ecology”, que teve trechos reproduzidos pelo jornal “El Comercio de Quito”, emitiu alerta sobre as patolas-de-pés-azuis.

Esta ave silvestre e endêmica das ilhas Galápagos, Patrimônio Natural da Humanidade, está em risco devido à redução de indivíduos de sua espécie, advertida por autoridades do PNG e documentada na pesquisa.

Onde está minha sardinha?
Segundo as pistas que os especialistas seguiram, a redução pode estar diretamente relacionada com a e

“A pesca predatória no norte do Peru, de onde as correntes arrastam a fonte de alimento para as patolas, poderia ser uma razão para a diminuição da população”, afirmou Carrión por telefone.

Os responsáveis pelo estudo calculam que a população desta espécie alcançasse em 2012 os 6.400 exemplares adultos contra 20.000 indivíduos adultos contabilizados em 1960.

No entanto, explicou Carrión, os dados mais recentes não podem se comparar com os de décadas atrás pela diferença de método, se são um sinal inequívoco de que algo preocupante está acontecendo com as patolas-de-pés-azuis, cuja imagem ilustra os postais do arquipélago equatoriano, berço da Teoria da Evolução.

As patolas-de-pés-azuis não são aves migratórias, embora em 1982 e 1998 tenham sido forçadas a deixar seu território devido à escassez de alimento causada pelo El Niño, um fenômeno climático caracterizado pelo aumento das temperaturas no oceano Pacífico, fortes chuvas e debilitação dos ventos.

A partir da pesquisa chefiada por Anderson, as autoridades do PNG decidiram monitorar periodicamente a população de patolas-de-pés-azuis e suas áreas de reprodução para determinar se a redução está vinculada a causas temporárias ou permanentes, segundo Carrión.

A ave emblemática de Galápagos é considerada como ‘uma espécie de preocupação’ pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), que elabora a lista vermelha dos animais ameaçados de extinção.

O diretor de Ecossistemas do PNG confia em que a situação pode ser revertida através de medidas de proteção que evitem a inclusão da patola-de-pés-azuis na lista vermelha.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: