RSS

Crimeia diz que é parte da Rússia e que forças ucranianas são ‘ocupação’

07 mar

O decreto que estabelece a Crimeia como parte da Rússia já está em vigor e as tropas ucranianas que permanecem no território da península serão tratadas como tropas de ocupação e devem se entregar ou sair, disse o vice-premiê da região controlada pela Rússia.

“A única força armada legal no território da Crimeia são as forças armadas russas”, disse Rustam Temirgaliev.

“Forças armadas de qualquer outro país são tropas de ocupação. As Forças Armadas ucranianas têm de escolher: baixar as armas, abandonar seus postos, aceitar a cidadania russa e juntar-se aos militares russos. Se eles não concordarem, estamos preparados para oferecer uma passagem segura do território da Crimeia para a Ucrânia.”

Temirgaliev também anunciou que todas as empresas e propriedades públicas ucranianas que se encontram em território da Crimeia serão nacionalizadas no caso da região autônoma rebelde se reunificar com a Rússia.

“Todas as empresas estatais da Ucrânia serão nacionalizadas e passarão a ser de propriedade da região autônoma da Crimeia”, disse o número dois do autoproclamado governo.

De acordo com Temirgaliev, as propriedades privadas “serão regulamentadas de acordo à legislação russa”, enquanto o governo da Crimeia, segundo ele, já se encontra preparado para abandonar a moeda ucraniana e se integrar ao rublo russo.

O Parlamento da Crimeia votou unanimamente a favor de se tornar parte da Rússia nesta quinta-feira (6).  Segundo o texto aprovado pelo Parlamento, foi acertado “entrar na Federação Russa com os direitos de um sujeito da Federação Russa”.

Também foi marcado um referendo sobre o status da região para 16 de março, no qual os eleitores poderão escolher entre uma união a Rússia ou uma autonomia maior a respeito de Kiev.

Segundo informaram fontes do Governo pró-Rússia da Crimeia, a pergunta que será feito na consulta será: “Você é a favor da reunificação da Crimeia com a Rússia como parte da Federação Russa?”.

A consulta terá uma segunda questão: “Você é a favor que volte a vigorar a Constituição da Crimeia de 1992 e o status da Crimeia como parte da Ucrânia?”.

O presidente russo, Vladimir Putin, já foi informado do desejo da Crimeia de fazer parte da Federação Russa, afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, citado pela televisão estatal local.

O governo interino da Ucrânia reprovou a decisão e disse que ela não é legal. O primeiro-ministro ucraniano Arseni Yatseniuk exigiuque a Rússia retire suas tropas da região autônoma da Crimeia e deixe de apoiar os separatistas.

new WM.Player( { videosIDs: “3193344”, sitePage: “g1/mundo/videos”, zoneId: “110461”, width: 320, height: 200 } ).attachTo($(“#3193344”)[0]);

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: