RSS

Arquivo mensal: fevereiro 2014

Suíça vota cotas para imigração e ameaça fechar portas para europeus

Tendência de “portas fechadas” à imigração na Europa é vista com preocupação por especialistas (Foto: AP/BBC)Tendência de “portas fechadas” à imigração na Europa é vista com preocupação por especialistas (Foto: AP/BBC)

Os suíços decidem neste domingo se aprovam ou não uma iniciativa ‘contra a imigração em massa’. A proposta polêmica foi feita pelo Partido Popular Suíço (SVP, em alemão), de direita, e prevê cotas anuais de vistos para os vizinhos de países europeus viverem na Suíça.

Apesar de não ser parte da União Europeia desde 1999, a Suíça possui acordo de livre movimento de pessoas com os países do bloco. O que significa que europeus podem viver de três a seis meses na Suíça sem visto e, se tiverem um emprego, tem direito à residência no país sem restrições. Para cidadãos de outras nações do mundo já existem cotas de imigração em vigor.

Até 2015, outros dois referendos sobre imigração devem acontecer no país. O grupo verde Ecopop planeja limitar a imigração a 0,2% do crescimento populacional do país e os suíços também deverão votar pela inclusão da Croácia no acordo de livre movimento assinado com a União Europeia.

A tendência crescente de ‘portas fechadas’ à imigração é vista com preocupação por especialistas e suíços ouvidos pela BBC Brasil.

Cerca de 1,87 milhão de pessoas ou 23% da população total da Suíça hoje é composta por imigrantes, segundo dados oficiais do governo. É a maior porcentagem entre os países da Europa e corresponde à entrada de aproximadamente 63 mil estrangeiros em território suíço por ano. Italianos, alemães e portugueses são os maiores grupos.

Tensão
Para o professor de políticas migratórias da Universidade de Neuchâtel, Etienne Piguet, o debate sobre imigração reflete crescente mal-estar sobre o assunto e a tensão com a UE.

Segundo ele, nos últimos 40 anos, estes referendos têm acontecido a cada cinco ou dez anos e estão relacionados ao sistema de democracia direta e ao fato de a Suíça ser um país que acolhe muitos imigrantes.

‘Mas o mal-estar da população suíça em relação à imigração está crescendo. A situação há cinco anos era mais aberta’, afirmou Piguet.

Para o especialista, se a iniciativa for aprovada, as consequências seriam grandes para a Suíça, mas a maior parte não impactaria diretamente a imigração.

‘A iniciativa prevê cotas, mas não o nível delas, então, elas podem ser altas e a imigração continuar aumentando. Mas o fim da imigração livre com a Europa significa provavelmente o fim de muitos outros acordos com a União Europeia, como parcerias científicas comerciais, acadêmicas. E isso é extremamente delicado’, disse.

Segundo ele, a imigração tem atingido níveis altos nos últimos anos e a Suíça tem sido um país afortunado em meio à crise econômica europeia.

‘Mas é cada vez mais difícil encontrar moradia e os transportes públicos estão superlotados. Algumas pessoas atribuem isso à imigração. Está longe de ser verdade, porque tem mais a ver com a economia do país do que com a imigração’, afirmou Piguet.

Crise e expansão
A crise econômica e a expansão da União Europeia (em 2014 a Romênia e a Bulgária ganharam direito de livre acesso ao mercado de trabalho do bloco) são vistas como ameaças.

‘Os suíços têm medo de que, se a situação piorar em outros países da Europa, mais pessoas venham para cá em busca de emprego. Ninguém quer perder o alto padrão de vida daqui’, disse a brasileira-suíça Maria da Graça Almeida Costa, moradora de Genebra há 16 anos desde seu casamento com um suíço de origem portuguesa.

Em 2012, o desemprego na Suíça girava em torno de 3,1%, contra 11% na União Europeia. Altos salários e benefícios sociais generosos também contribuem para atrair imigrantes.

Pesquisa publicada em 29 de janeiro pela consultoria gfs.bern indicava que 50% dos eleitores votariam ‘não’ às cotas e 43% ‘sim’ – um aumento, porém, frente aos 37% de sondagem anterior veiculada em 10 de janeiro.

O governo e as empresas fazem coro contra a iniciativa. Nesta semana, a Câmara Internacional de Comércio da Suíça divulgou um comunicado alertando que as cotas ‘enviariam um sinal claro contra o livre mercado e prejudicariam as companhias suíças, que contribuem muito para a economia do país’.

Representantes de 12 setores empresariais, incluindo tecnologia, relógios e turismo também reclamaram em nota pública sobre a possível perda de mão-de-obra qualificada.

‘As consequências seriam devastadoras para nosso mercado de trabalho, que depende de especialistas’, afirmou Heinz Karrer, presidente da companhia Economiesuisse.

O ministro da Economia suíço, Johann Chneider-Ammann disse em entrevista ao jornal local Tribune de Geneve que se os suíços votarem ‘sim’, empregos serão perdidos.

‘Os suíços devem votar com suas cabeças, não com seu estômago’, disse o ministro.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

EUA apresentarão programa de ajuda ao Afeganistão de US$ 300 milhões

Os Estados Unidos apresentarão nesta segunda-feira (10) um novo programa de ajuda ao Afeganistão, de cerca de US$ 300 milhões, para apoiar o desenvolvimento econômico do país, um dos mais pobres do mundo, indicou uma autoridade do Departamento de Estado americano.

O programa será anunciado oficialmente pela Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (Usaid), assinalou a fonte, que não quis ter a identidade revelada.

A primeira fase, avaliada em US$ 77 milhões, tem como finalidade apoiar o setor privado, criar empregos e reduzir a dependência do Afeganistão da ajuda internacional, detalhou a fonte. O objetivo é apoiar o acesso do país à Organização Mundial do Comércio (OMC) este ano.

A segunda fase é um dispositivo de US$ 92 milhões destinado a dinamizar a formação e contratação de funcionários qualificados nos setores público e privado. Este programa, cuja execução começou em 1º de janeiro, prevê uma associação entre universidades americanas e afegãs.

A terceira e última fase, de US$ 120 milhões, destina-se ao setor agrícola. “Tem como fim permitir que 400 mil agricultores contem com melhores meios técnicos”, assinalou a autoridade americana.

O novo dispositivo poderia impulsionar a economia afegã, no momento em que o país atravessa um período de incertezas, com a aproximação da data de retirada da força da Otan.

O programa de ajuda também coincide com a tentativa de Washington de convencer Cabul a assinar, o quanto antes, um acordo bilateral de segurança (BSA), que permitiria manter um contingente americano de cerca de 10 mil homens no Afeganistão depois de 2014.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Gato ‘participa’ de protesto antigoverno na Romênia

Um manifestante antigoverno foi surpreendido ao levar seu gato de estimação a um protesto em Bucareste, capital da Romênia, neste sábado (8).

Mais de 7 mil pessoas foram às ruas, em dois atos separados, pedindo a renúncia do premiê Victor Ponta.

Gato 'participa' de protesto antigoverno na Romênia (Foto: AP/Octav Ganea/Mediafax)Gato ‘participa’ de protesto antigoverno na Romênia (Foto: AP/Octav Ganea/Mediafax)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Bento XVI está em paz consigo, diz arcebispo um ano após renúncia

Arcebispo é amigo de Bento XVI e acompanha agora o Papa Francisco (Foto: Tony Gentile/Reuters)Arcebispo Georg Ganswein é amigo de Bento XVI e acompanha agora o Papa Francisco (Foto: Tony Gentile/Reuters)

Um ano depois da surpreendente renúncia, o papa emérito Bento XVI não tem arrependimentos e acredita que a história vai reconhecer o seu papado tumultuado e muito criticado, disse à Reuters o homem mais próximo a ele em uma rara entrevista.

O arcebispo Georg Ganswein, que agora trabalha para o antigo papa, além de ser assessor do papa Francisco, deu detalhes de como Bento 16 passa seus dias, como está a sua saúde, seus sentimentos sobre a sua decisão e o relacionamento entre os dois pontífices.

“O papa Bento está em paz consigo e acho que ele até está em paz com Deus”, disse Ganswein, cujas duas funções o colocam em contato com o papa atual e o papa emérito diariamente.

Pedestres passam por um cartaz com a imagem de Bento XVI em Roma, um dia após Joseph Ratzinger deixar o comando do Vaticano e passar a ser Papa Emérito. (Foto: Gabriel Bouys/AFP)Bento XVI anunciou renúncia em fevereiro de 2013
(Foto: Gabriel Bouys/AFP)

Bento XVI anunciou a sua decisão de renunciar, o primeiro papa a fazê-lo em 600 anos, em 11 de fevereiro de 2013, citando problemas físicos e psicológicos do papado. Ele deixou o cargo em 28 de fevereiro e Francisco foi eleito em 13 de março como o primeiro pontífice não-europeu em 1.300 anos.

Ganswein, que esteve ao lado de Bento 16 desde a sua eleição em 2005, disse que o papa emérito não tem arrependimentos sobre ter deixado o cargo e tampouco ressentimentos contra seus críticos que, segundo o Vaticano, não o entenderam.

“Não. Está claro que humanamente falando, muitas vezes é doloroso ver que o que está escrito sobre alguém não corresponde ao que foi feito. Mas a medida do trabalho de alguém, do modo de alguém fazer as coisas, não é o que os meios de comunicação escrevem, mas o que é justo diante de Deus e da consciência.”

Julgamento da história
“Tenho certeza, realmente convencido, de que a história vai apresentar um julgamento que será diferente do que as pessoas frequentemente leram nos últimos anos do seu pontificado”, disse Ganswein em entrevista por telefone.

Bento XVI, que agora mora em um antigo convento nos jardins do Vaticano, disse antes de deixar o pontificado que passaria o resto dos seus dias “escondido do mundo” em isolamento e oração. Ele foi fotografado apenas quatro vezes desde então.

“De fato, ele está afastado do mundo, mas está presente na Igreja. Sua missão agora, como ele disse uma vez, é ajudar a Igreja e seu sucessor, o papa Francisco, através da oração. Essa é a sua primeira e mais importante tarefa”, disse Ganswein.

Ele disse que Bento XVI passa o tempo estudando, lendo, lidando com correspondências, recebendo visitantes, tocando piano e orando enquanto passeia pelos jardins do Vaticano.

“Ele está bem, mas, certamente, ele é uma pessoa que carrega o peso de sua idade. Então, ele é um homem que está fisicamente velho, mas seu espírito é muito vivaz e muito claro”, disse Ganswein.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Quatro homens são presos por jogar truco dentro agência bancária!

Grupo de amigos estaria aproveitando o ar condicionado de uma agência em Porto Alegre para jogar truco, mas foram presos pela polícia!

A notícia apareceu na internet no dia 06 de fevereiro de 2014 e afirmou que quatro amigos teriam sido presos pela polícia após serem flagrados jogando uma partida de truco dentro da agência de um banco em Porto Alegre – capital do Rio Grande do Sul. De acordo com o texto (acompanhado da foto abaixo) o tenente Henrique M. Nimin, da polícia militar, disse que não acreditou quando viu quatro homens adultos jogando cartas na sala fria com ar condicionado.

Os homens, segundo a manchete, foram encaminhados até a 16ª DP e liberados em instantes, já que de fato não apresentavam perigo para a sociedade e confessaram que só queriam tirar uma foto engraçada para colocar no Facebook.

Homens teriam sido presos jogando truco em agência bancária! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook) Homens teriam sido presos jogando truco em agência bancária! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

A notícia é falsa, mas a foto é real!

Essa história foi inventada e publicada no dia 06 de fevereiro de 2014, pelos humoristas do blog Jornal VDD. Como já mostramos diversas vezes aqui no E-farsas, o Jornal VDD é um blog humorístico e as notícias publicadas lá não devem ser levadas a sério, mas muitos sites e blogs acabam republicando as histórias criadas no Jornal VDD como se fossem reais. Muita gente acredita!

Apesar da notícia ser falsa, a foto é real! De acordo com o jornal Zero Hora, 4 amigos resolveram colocar uma mesa e cadeiras dentro de uma agência bancária na cidade de Fagundes Varela (RS) apenas para tirar a fotografia e, logo após, saíram da sala climatizada e voltaram para casa.

Na noite do dia 05 de fevereiro de 2014, o metalúrgico Silvano Leonardo Magro correu – durante o intervalo de um jogo de futebol que ele estava assistindo com os amigos – para sacar um dinheiro no caixa eletrônico e, quando voltou, comentou que dentro da agência a temperatura estava ótima. “Então, resolvemos fazer essa brincadeira” – diz o rapaz de 37 anos, autor da foto, ao jornal Zero Hora.

Foto: Silvano Leonardo Magro / Arquivo pessoal Foto original: (foto: Silvano Leonardo Magro/Arquivo pessoal)

Depois de publicada no Facebook, a foto se espalhou rapidamente pela rede social, fazendo enorme sucesso!

Ninguém foi preso por estar jogando dentro da agência bancária. A foto foi apenas uma brincadeira entre amigos que não teve maiores consequências.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Mulheres marcham em Madri contra projeto de lei para restringir aborto

Protesto abordo Spain (Foto: Javier Barbanch/Reuters)Mulheres protestam nas ruas de Madri contra lei que quer restringir o aborto (Foto: Javier Barbanch/Reuters)

Milhares de mulheres marcharam neste sábado (8) pelas ruas do centro de Madri para protestar contra o projeto de lei elaborado pelo governo conservador de Mariano Rajoy para restringir o aborto.

As manifestantes gritaram slogans como “Aborto Livre!” ou “Gallardón renuncie”, em referência ao ministro da Justiça, Alberto Ruiz-Gallardón, artífice da nova lei.

Em alguns dos cartazes mostrados pelas manifestantes era possível ler ‘Rosários e parlamentares, fora dos meus ovários’, em relação à suposta pressão da Igreja católica espanhola nesta reforma.

Os bispos espanhóis classificaram de avanço positivo o projeto, aprovado pelo conselho de ministros no dia 20 de dezembro, que modifica a lei do aborto aprovada em 2010 sob o governo socialista anterior. Esta permite atualmente a interrupção voluntária da gravidez até as 14 semanas a todas as mulheres e até as 22 semanas em caso de malformação do feto.

A reforma, no entanto, anula estes prazos e aceita apenas dois motivos para que o aborto seja legal na Espanha: estupro ou grave perigo para a saúde física ou psíquica da mãe.

O novo texto, que foi denunciado como um retrocesso pelas feministas e pela oposição de esquerda, não contempla, diferentemente da primeira lei do aborto da democracia espanhola, aprovada em 1985, a interrupção da gravidez em caso de malformação do feto.

“A lei quer nos fazer voltar 40 anos”, afirmava uma manifestante, Concha Merín, de 42 anos, que viajou da região de Extremadura, no oeste do país, para participar do protesto em Madri.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Confrontos deixam mortos na República Centro-Africana

Pelo menos 9 pessoas morreram desde sábado em um bairro do centro de Bangui, a capital da República Centro-Africana, onde neste domingo vários edifícios foram incendiados e os confrontos prosseguiam, segundo várias testemunhas.

A violência começou na noite de sábado perto da Câmara Municipal do quinto distrito da cidade, onde cinco pessoas morreram em circunstâncias que ainda não foram esclarecidas.

Outras três pessoas morreram em confrontos e a nona vítima morreu pelas mãos dos soldados da força africana presente no país, indicaram as testemunhas.

Desde que a rebelião Seleka, majoritariamente muçulmana, tomou o poder em março de 2013, o país está afundado no caos e vive contínuos confrontos entre muçulmanos e cristãos, apesar da presença das forças militares francesas e da missão africana.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,