RSS

Amanda Knox é condenada em novo julgamento na Itália

31 jan

Raffaele Sollecito e seu advogado Luca Maori aguardam veredicto em Florença, na Itália, nesta quinta-feira (30) (Foto: AP/Fabrizio Giovannozzi)Raffaele Sollecito e seu advogado Luca Maori enquanto aguardavam veredicto em Florença, na Itália, nesta quinta-feira (30) (Foto: AP/Fabrizio Giovannozzi)Amanda Knox voltou aos EUA após libertação e poderá ser julgada novamente à revelia (Foto: BBC)Amanda Knox voltou aos EUA após libertação
(Foto: BBC)

A americana Amanda Knox foi considerada culpada no segundo recurso do julgamento do assassinato de Meredith Kercher – a jovem britânica de 21 anos encontrada morta por esfaqueamento em uma república de estudantes, em novembro de 2007. Amanda foi condenada a 28 anos e seis meses de prisão e seu ex-namorado Raffaele Sollecito a 25 anos.

Amanda Knox e Raffaele Sollecito haviam sido absolvidos do crime em 2011 – numa segunda instância após uma primeira condenação. O crime voltou à tona em 26 de março de 2013, quando o mais alto tribunal criminal de Itália anulou a absolvição de Knox e ordenou um novo julgamento.

Knox, agora estudante na Universidade de Washington, Estados Unidos, divulgou um comunicado através de um porta-voz da família dizendo que estava confiante de que seria absolvida novamente.

A Suprema Corte de Cassação da Itália decidiu que o tribunal de apelações em Florença deveria voltar a julgar o caso.

Knox, agora com 25 anos, e Sollecito, 29, foram presos logo após o corpo de Kercher ser encontrado em 2007 com a garganta cortada e em meio a uma poça de sangue em seu quarto em Perugia. Knox e Kercher dividiam o apartamento.

Procuradores alegaram que Kercher foi vítima de um jogo sexual movido a drogas. Knox e Sollecito negaram as acusações e disseram que eles não estavam no apartamento naquela noite, embora tenham admitido que fumaram maconha e que a memória estava ‘nublada’ naquele dia.

Um homem de Costa do Marfim, Rudy Guede, foi condenado pelo assassinato em um processo separado e está cumprindo uma sentença de 16 anos.

Knox e Sollecito foram inicialmente condenado pelo assassinato e a penas de prisão longas, mas foram absolvidos em segunda instância em 2011. Depois de quase quatro anos atrás das grades, na Itália, Knox retornou à sua cidade natal, Seattle, e Sollecito retomou seus estudos de ciência da computação.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: