RSS

Baixo custo e beleza mística atraem acreanos para o Peru

03 jan

Arquiteta decidiu aproveitar o Ano Novo em Cusco (Foto: Diana Bastos / Arquivo Pessoal)Arquiteta decidiu aproveitar o Ano Novo em Cusco (Foto: Diana Bastos / Arquivo Pessoal)

A arquiteta acreana Diana Bastos decidiu aproveitar o recesso do trabalho no fim de 2013 para realizar um sonho: conhecer o Peru. Ela se uniu com um casal de amigos e foi de carro para Cusco, onde passou a virada de ano. Diana não foi a única que decidiu entrar 2014 ou mesmo passar alguns dias no país vizinho.

Ao chegar em Cusco, ela percebeu que o destino está sendo bastante procurado pelos acreanos. “A gente encontra muito acreano aqui em Cusco. Encontramos até uns amigos. Acho que o dinheiro conta bastante, porque com R$ 2 mil você come em bons restaurantes, compra joias, roupas, artesanatos. É tudo muito barato”, disse Diana.

A arquiteta afirma que preferiu usar o dinheiro que gastaria em uma festa durante a virada de ano em Rio Branco para conhecer o país vizinho.

“Já tinha ouvido falar sobre o ano novo em Cusco. As opções de Rio Branco estão cada vez mais caras e de péssima qualidade, então em vez de gastar mil reais em uma festa de Rio Branco, preferi gastar o mesmo dinheiro conhecendo o país vizinho, que é lindo e rico culturalmente”, afirma.

Para ela, a experiência está sendo inexplicável. “A viagem está sendo muito boa, é lindo. Desde a estrada até chegar em Cusco já vemos neve, montanhas, vilarejos, rios. E as construções daqui são lindas”, comenta.

Já Suzana Saraiva fez a viagem ao Peru de ônibus com um grupo de seis pessoas e conta que escolheu o destino para conhecer as ruínas e a cidade sagrada. “São lugares muito bonitos. Aqui há vários estrangeiros, conheci pessoas da Argentina, Chile e encontrei muitos brasileiros também. Eu vim de ônibus, achei a viagem muito cansativa, muita gente sofrendo enjôo e falta de ar, ainda bem que comigo tudo correu bem”, diz.

Mas para ela, o cansaço valeu a pena. “Conhecer lugares novos, outras culturas é sempre muito bom. Ficamos 2 dias em Cusco e viemos para Lima, pois alguns do grupo não se adaptaram ao clima e à altitude. Lima é uma cidade muito bonita, muitas opções de bares, boates, casa de dança e salsa. As coisas aqui são bem mais baratas do que em Cusco. A única coisa que não me agradou muito foram as águas da praia do Pacífico, pois o mar é de pedra, com pouca areia e a água é muito gelada”, comenta.

Diana adorou os prédios da cidade peruana (Foto: Diana Bastos / Arquivo Pessoal)Diana adorou os prédios da cidade peruana (Foto: Diana Bastos / Arquivo Pessoal)

A atendente de uma agência de turismo, Euda Ribeiro, explica que a procura por pacotes de viagem para o Peru são frequentes. “Como o Peru é próximo, as pessoas sabem que é fácil ir do Acre, então estão sempre procurando. Feriados, finais de semana, férias, Natal, Réveillon”, explica.

Diana se diverte ao ver neve no Peru (Foto: Diana Bastos/ Arquivo Pessoal)Diana se diverte ao ver neve no Peru
(Foto: Diana Bastos/ Arquivo Pessoal)

Ela diz que a agência trabalha com voos de companhias aéreas saindo de Puerto Maldonado e que o valor dos pacotes muda de acordo com as especificações do cliente. “De Rio Branco para Puerto, a pessoa vai por conta. Tem táxi, ônibus ou as pessoas podem ir de veículo próprio. Os nosso pacotes saem de Puerto para Cusco, Lima ou outras cidades menos procuradas. Tudo influencia no preço, depende do que o cliente quer, quanto tempo vai ficar, acomodações. O valor do dólar também influencia bastante”, diz.

Mas nem todos comemoram as vendas de passagens para o Peru. O vendedor Carlos Alves, que trabalha em uma empresa de ônibus com viagens para a Cusco, afirma que está decepcionado com as vendas deste ano. “As vendas estão fracas, temos dois carros por semana que estão saindo com 38 passageiros, sendo que temos 42 lugares. Não estamos lotados”, afirma.

Suzana Saraiva conhece um pouco da cultura do país (Foto: Arquivo pessoal)Suzana Saraiva conhece um pouco da cultura do país (Foto: Arquivo pessoal)

Para ele, é possível que a maioria dos turistas esteja preferindo outras formas de viagem. “É bem provável que estejam fazendo a viagem de carro. Ou então indo de Rio Branco até Assis Brasil, pegando um taxi até Puerto Maldonado e de lá um ônibus para Cusco. Lá em Cusco tem muito turista, mas gente que vai de avião ou táxi, pela empresa não está vendendo muito”, acredita.

A viagem de ônibus pela Movil Tours para Cusco custa R$ 151,80, com ônibus às quartas e sábados sempre às 9h30. O passageiro chega no destino às 6h30. O transporte vai de Rio Branco para Puerto Maldonado e de lá outro ônibus para Cusco.

Pela terceira vez, o estudante de medicina veterinária Diego Vítor, 22 anos, decidiu passar o recesso de fim de ano em Cusco, no Peru, em companhia de amigos. “Vim com amigos, dois cariocas que aproveitaram a ida ao Acre para estender até Cusco. O Peru atrai pela mitologia, culinária e preços. Além disso, o destino internacional é economicamente mais vantajoso”, ressalta.

Cusco, Peru (Foto: Diego Vítor/ Arquivo pessoal)Estudante diz que Peru atrai pelos preços, mitologia e culinária (Foto: Diego Vítor/ Arquivo pessoal)

O estudante diz que foi para passar uma semana na cidade, o retorno para o Brasil está marcado para esta sexta-feira (3). Ele conta como foi seu roteiro. “De início fiz o City Tour, que pode ser contratado em qualquer agência de turismo às margens da Plaza de Armas, que conhece os sítios arqueológicos próximos a Cusco, além de Machu Picchu e Águas Calientes”, diz.

Diego diz que escolheu Cusco pelas opções que a cidade oferece. “Os programas radicais como o mais alto bungee jump da América e o rafting, que ainda não consegui fazer”. A dica dada pelo o estudante é válida. “É fazer uma carteirinha de estudante internacional, porque é aceito em quase todos os locais incluindo as taxas de turismo pagas ao governo”, diz.

O estudante e os amigos estão no hotel Tambo de Montero, próximo à Praça de Armas. “Viemos de táxi lotação até Iñapari e depois viemos de lotação até Puerto Maldonado e seguimos de ônibus, assim tínhamos autonomia de horários”, destaca.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: