RSS

Brasileiro detido em Londres entra com ação contra governo britânico

22 ago

O brasileiro David Miranda, companheiro do jornalista Glenn Greenwald, do jornal “The Guardian” que denunciou um esquema de espionagem eletrônica do governo americano, já entrou com uma ação contra o governo britânico, disse Greenwald à “CNN”. Os advogados de Miranda entraram com o processo ainda na terça-feira (20).

Miranda, de 28 anos, foi detido no domingo (18) no aeroporto de Heathrow, em Londres, durante escala de um voo de Berlim para o Rio de Janeiro. Ele foi interrogado por nove horas, com base em uma lei antiterrorismo, e liberado sem acusações. O brasileiro desembarcou nesta segunda-feira no Rio.

Os advogados buscam uma declaração da corte de que a ação da polícia britânica foi ilegal. A ação também busca medidas imediatas para o retorno do laptop de David Miranda e todos os outros equipamentos eletrônicos, além da proibição da análise de seu conteúdo.

Os advogados dizem que também estão buscando uma “ordem de anulação”, confirmando que a sua detenção foi “ilegal” e uma ordem obrigatória que todos os dados apreendidos são devolvidos e as cópias destruídas. Eles falam que a polícia usou as leis antiterroristas a fim de ignorar “deliberadamente” os procedimentos legais normais para procurar material jornalístico confidencial.

Ministério britânico
O ministério britânico do Interior justificou nesta terça-feira a detenção do brasileiro companheiro de um jornalista do “Guardian”, afirmando que a polícia tem o dever de agir caso suspeite que um indivíduo possua “documentos roubados” capazes de “ajudar o terrorismo”

‘Se a polícia acredita que alguém possui documentos roubados altamente sensíveis que poderiam ajudar ao terrorismo, ela deve agir e a lei lhe dá a estrutura para fazê-lo. Aqueles que se opõem a tais ações devem refletir’, acrescentou o ministério.

Entenda o caso
David voltava da Alemanha onde havia se encontrado com a documentarista Laura Poitras. Foi Laura e Glenn Greenwald que receberam de Edward Snowden, ex-funcionário da agência nacional de segurança dos EUA, documentos secretos que denunciavam o esquema de espionagem eletrônica do governo americano. A revelação foi publicada numa reportagem de Greenwald no jornal “The Guardian”.

A viagem do brasileiro à Alemanha foi paga pelo jornal inglês. David foi até Berlim com o objetivo principal de entregar documentos para Laura e trazia de volta arquivos eletrônicos enviados por Snowden.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: