RSS

WhatsApp pode enfrentar processo por privacidade falha

21 mar

Além de enviar mensagens sem criptografia, aplicativo é acusado de manter nos servidores números de não-contatos dos usuários

Autoridades de proteção de dados do governo do Canadá e da Holanda identificaram as maiores fraquezas na forma como o aplicativo móvel de mensagens instantâneas WhatsApp trata as informações pessoais de seus usuários.

Muitos dos problemas já foram corrigidos, mas as autoridades holandesas ainda não decidiram se irão processar o WhatsApp sob as leis de privacidade do país, disseram as duas organizações em um comunicado conjunto divulgado na segunda-fera (28/1).

O aplicativo móvel permite que usuários troquem mensagens como um software de mensagens instantâneas convencional, mas em vez de utilizar apelidos, o sistema identifica os usuários por meio de seus números de telefone.

Quando um usuário entra no serviço, ele importa toda a sua lista de contatos para o WhatsApp, a fim de descobrir dentre eles quais já utilizam o serviço. Esse método foi uma das coisas que originalmente chamou a atenção do Gabinete do Comissário de Privacidade do Canadá e da Autoridade de Proteção de Dados Holandesa.

A investigação mostrou que depois de fazer o upload da lista de contatos e utilizar os dados para encontrar usuários existentes, os servidores do WhatsApp falharam em excluir os números de não-usuários, como solicitado pela lei canadense e holandesa.

Também descobriu-se que inicialmente o aplicativo enviava mensagens sem criptografia, o que as deixava vulneráveis a espionagem e interceptação  – particularmente quando enviadas por meio de uma rede de Wi-Fi insegura. O WhatsApp adicionou criptografia às mensagens em setembro de 2012.

Finalmente, a investigação constatou que o aplicativo gerava senhas para troca de mensagens baseada em coisas como IMEI (International Mobile Equipment Identity, ou número de identificação global e único equipamento móvel) do telefone ou endereço MAC (Media Access Control, ou controle de acesso ao meio, em tradução). Ambos são relativamente fáceis de descobrir, abrindo à terceiros a possibilidade de enviar e receber mensagens em nome dos usuários, sem o conhecimento deles.

O WhatsApp, desde então, reforçou a geração de senhas, mas os usuários precisam atualizar o software para se beneficiarem da mudança.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: