RSS

Google escolhe Chile para seu primeiro data center na América Latina

12 nov

Para IDC, a escolha pelo país, e não pelo Brasil, pode ter levado em consideração os custos e a maturidade do mercado de TI chileno.

06 de setembro de 2012 – 17h25

A Google anunciou hoje (6/9) seu primeiro data center na América Latina. A cidade de Quilicura, perto de Santiago, no Chile, foi a escolhida para abrigar a instalação, que vai atender a toda a região, de acordo com post publicado no blog oficial da gigante de buscas. O Brasil, considerado um hub na América Latina e um país atrativo para investimentos, perdeu a preferência da empresa.

Procurada pela reportagem da COMPUTERWORLD, a assessoria de imprensa da empresa no Brasil disse que a Google não fala sobre o assunto, mantendo as informações divulgadas no blog oficial da companhia.

Segundo informações do blog oficial da Google, o empreendimento já está em construção e ficará pronto em 2013 e o “investimento no longo prazo nesse data center vai chegar a 150 milhões de dólares, sendo um dos mais eficientes e ambientalmente amigáveis da América Latina, construído sob os mesmos padrões que usamos em todo o mundo”. 

A empresa afirma que como o uso da internet na América Latina cresce, as pessoas estão procurando por informação e entretenimento, novas oportunidades de negócios e melhores formas de conectar-se com amigos e família. “Estamos construindo esse centro de dados para nos certificar de que nossos usuários na América Latina e no mundo têm o acesso mais rápido e mais confiável possível a todos os serviços da Google”, disse.

Uma vez em funcionamento, o centro de dados empregará até 20 pessoas, incluindo técnicos de informática, engenheiros e pessoal de segurança.

Para Carlos Eduardo Calegari, analista sênior do Mercado de Software da consultoria IDC Brasil, o principal motivador que teria levado a empresa a investir no Chile é simples: custo. “A mão de obra no Brasil é mais cara do que lá”, sintetiza.

Na opinião de Martin Jahn, analista de Serviços da IDC Brasil, custo de mão de obra em solo nacional é reclamação número um dos players de serviços. “Isso espanta investimentos locais”, comenta. Outro atrativo em favor do Chile, na visão de Jahn, seriam os impostos.

Calegari aponta ainda que do ponto de vista de tecnologia da informação, o mercado chileno é mais maduro do que o nosso. “Em questão de equipamentos não há tanta diferença. Mas estamos vivendo a alta do dólar, o que impacta no mercado de hardware. Não sei até que ponto isso teria sido fator primordial”, avalia. 

De acordo com ele, a infraestrutura de telecom do Chile é muito semelhante à brasileira. “Por isso, entendo que não é elemento determinante para a escolha”, diz.

Calegari afirma que a chegada de um data center de uma empresa mundial em solo nacional, a exemplo da Amazon Web Services (AWS), seria fundamental para a economia. “Temos condições de ter outros centros de dados por aqui e nosso mercado é maior do que o chileno”, argumenta. “Seria uma boa oportunidade para construir um data center fora do eixo Rio-São Paulo, contribuindo para o desenvolvimento do País”, finaliza. Mas, perdemos essa.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de novembro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: