RSS

Aneel anuncia requisitos para medidor inteligente de energia no País

15 out

Entidade aprovou regulamento que define que sistema deverá, entre outros pontos, fornecer informações sobre os valores de tensão e de corrente.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (7/8) o regulamento dos medidores eletrônicos de consumo de energia, que vai dar a largada para automatizar e promover inteligência à infraestrutura que leva eletricidade até a casa dos consumidores.

Resultado da Audiência Pública nº 43, de 2010, a regulamentação prevê estabelecimento das funcionalidades mínimas do medidor inteligente. Segundo a entidade, o sistema de medição das unidades consumidoras enquadradas na modalidade tarifária branca [valor de energia elétrica ativa consumida por posto tarifário e identificação do posto tarifário vigente] deve apurar, observando a regulamentação técnica metrológica específica, o consumo de energia elétrica ativa em pelo menos quatro postos tarifários, devendo ser programáveis o início e o fim de cada posto.

A Aneel aponta que o medidor deve apresentar o valor de energia elétrica ativa consumida acumulado por posto tarifário e identificar o posto tarifário corrente. O sistema de medição deve ser instalado pela distribuidora em até 18 meses.

Os titulares das unidades consumidoras deverão fornecer, por exemplo, informações sobre os valores de tensão e de corrente; identificação do posto tarifário corrente; e data e horário de início e fim das interrupções de curta e de longa duração ocorridas nos últimos três meses.

A Aneel afirma que na hipótese de o sistema de medição ser provido de sistema de comunicação remota, a distribuidora deve adotar procedimentos e tecnologias que assegurem a segurança dos dados trafegados.

Tipos de medidores

Ainda de acordo com a entidade, a proposta estabelece dois tipos de medidores. Um será implementando quando o usuário aderir à modalidade tarifária branca. Nesse caso, os critérios comerciais serão posteriormente estabelecidos em regulamentação específica (Resolução Normativa nº 414, de 2010), conforme previsto na Agenda Regulatória 2012/2013 da Aneel, devendo o medidor registrar o consumo em postos tarifários e ser fornecido sem ônus.

O outro modelo será aplicado aos casos em que o consumidor deseje ter acesso a informações específicas individualizadas sobre o serviço prestado. Ao solicitar o equipamento, a instalação pela distribuidora ocorrerá de forma onerosa ao consumidor requerente.

A Aneel informa que a instalação de medidores com mais funcionalidades [e consequentemente de maior custo] não ocorrerá de forma compulsória em todas as unidades consumidoras, mas por solicitação do equipamento pelo consumidor que desejar acesso a dados individualizados.

A regulamentação ainda será publicada no Diário Oficial da União, quando entrará em vigor imediatamente, informa a Aneel.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: