RSS

AMD contrata executivo da Intel para liderar divisão de gráficos

15 out

A AMD disse nesta terça-feira que contratou o ex-pesquisador da Intel John Gustafson como arquiteto chefe de seus produtos gráficos, continuando uma “troca de executivos” entre as fabricantes de chips.

Gustafson irá definir o road map para os produtos gráficos da AMD, que incluem as GPUs FirePro e Radeon que são usadas em PCs, servidores, tablets e consoles de videogame. Anteriormente Gustafson trabalhou como arquiteto sênior na Intel Labs, divisão de pesquisas da Intel, onde estudou múltiplas tecnologias, incluindo eficiência energética na computação e tecnologias de armazenamento.

Gustafson ocupa o cargo que era de Eric Demers, o antigo CTO da divisão de gráficos que foi contratado pela fabricante de chips Qualcomm em Maio.

A mudança de Gustafson para a AMD é a mais recente em uma longa lista de executivos de fabricantes de chips que trocaram de emprego nos últimos meses. Apenas em agosto a AMD contratou Jim Keller, que há quatro anos trabalhava no design de chips na Apple, para liderar o desenvolvimento de processadores, enquanto a Qualcomm contratou o Anand Chandrasekher, antigo chefe da divisão de mobilidade da Intel, para chefiar sua divisão de marketing.

Rivais da AMD no mercado gráfico incluem a NVidia, que oferece produtos como as GPUs GeForce, Tesla e Quadro. A AMD está tentando ganhar espaço nos mercados de servidores e supercomputação com seus produtos FirePro, onde as GPUs são usadas como co-processadores para realizar cálculos científicos e matemáticos complexos ou na implantação de máquinas virtuais. Os produtos gráficos da AMD são considerados superiores aos da concorrente Intel, que fez mais progresso nos mercados de supercomputação e computação paralela.

Gustafson irá criar um road map “agressivo” para os produtos que irá ajudar a AMD a crescer em mercados como gráficos e virtualização, disse a empresa. O executivo é o autor de “Lei de Gustafson”, que prova que o paralelismo entre processadores podem ajudar a resolver problemas grandes. Gustafson diz que sua “lei” é uma reavaliação de lei de Amdahl, que ajuda a compreender o desempenho máximo de um sistema de computação paralela com base em certos modelos.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: