RSS

Arquivo mensal: outubro 2012

AMD contrata executivo da Intel para liderar divisão de gráficos

A AMD disse nesta terça-feira que contratou o ex-pesquisador da Intel John Gustafson como arquiteto chefe de seus produtos gráficos, continuando uma “troca de executivos” entre as fabricantes de chips.

Gustafson irá definir o road map para os produtos gráficos da AMD, que incluem as GPUs FirePro e Radeon que são usadas em PCs, servidores, tablets e consoles de videogame. Anteriormente Gustafson trabalhou como arquiteto sênior na Intel Labs, divisão de pesquisas da Intel, onde estudou múltiplas tecnologias, incluindo eficiência energética na computação e tecnologias de armazenamento.

Gustafson ocupa o cargo que era de Eric Demers, o antigo CTO da divisão de gráficos que foi contratado pela fabricante de chips Qualcomm em Maio.

A mudança de Gustafson para a AMD é a mais recente em uma longa lista de executivos de fabricantes de chips que trocaram de emprego nos últimos meses. Apenas em agosto a AMD contratou Jim Keller, que há quatro anos trabalhava no design de chips na Apple, para liderar o desenvolvimento de processadores, enquanto a Qualcomm contratou o Anand Chandrasekher, antigo chefe da divisão de mobilidade da Intel, para chefiar sua divisão de marketing.

Rivais da AMD no mercado gráfico incluem a NVidia, que oferece produtos como as GPUs GeForce, Tesla e Quadro. A AMD está tentando ganhar espaço nos mercados de servidores e supercomputação com seus produtos FirePro, onde as GPUs são usadas como co-processadores para realizar cálculos científicos e matemáticos complexos ou na implantação de máquinas virtuais. Os produtos gráficos da AMD são considerados superiores aos da concorrente Intel, que fez mais progresso nos mercados de supercomputação e computação paralela.

Gustafson irá criar um road map “agressivo” para os produtos que irá ajudar a AMD a crescer em mercados como gráficos e virtualização, disse a empresa. O executivo é o autor de “Lei de Gustafson”, que prova que o paralelismo entre processadores podem ajudar a resolver problemas grandes. Gustafson diz que sua “lei” é uma reavaliação de lei de Amdahl, que ajuda a compreender o desempenho máximo de um sistema de computação paralela com base em certos modelos.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Microsoft inaugura portal para desenvolvedores de Windows Phone

Windows Phone Dev Center promete melhor desempenho e facilidade de uso. Profissionais vão poder aprimorar a criação de aplicativos, diz empresa.

A Microsoft lançou o Windows Phone Dev Center, portal para desenvolvedores de aplicativos para Windows Phone, que promete melhor desempenho e facilidade de uso, escreveu a empresa em um post no blog do produto.

O Windows Phone Dev Center é uma evolução do Hub App, que foi aposentado. O novo serviço foi desenhado a partir do zero e a mudança mais óbvia em comparação com seu antecessor é uma nova interface de usuário, que deve facilitar a entrega de aplicativos e a edição de contas.

A Microsoft também atualizou a infraestrutura básica para melhorar o desempenho e a confiabilidade, disse. O lançamento de hoje é o primeiro passo da otimização do site e da infraestrutura, de acordo com a empresa.

Para os desenvolvedores, o lançamento do Windows Phone Dev Center aumentará o número de países onde eles podem vender suas aplicações. Também vai aprimorar a cobrança e o recebimento. Agora, os desenvolvedores podem também usar o PayPal para receber o pagamento, desde que o serviço esteja disponível na região de atuação do profissional.

Para permitir que o desenvolvedor esteja melhor preparado quando um aplicativo for ao ar, o Dev Center suporta milhares de beta testes para cada aplicativo. O App Hub havia limitado o número de beta testes para cem, mas não fornecia aos desenvolvedores o feedback suficiente.

De acordo com a empresa, o portal oferece análises aprimoradas, juntamente com uma melhor integração com o Microsoft MSDN e o pubCenter, que permite aos desenvolvedores adicionar anúncios em suas aplicações.

Especial - IT Leaders 2011

O ITBOARD materializa a nova plataforma de conversas do Século XXI. Concentra o diálogo sobre tecnologia e inovação movido a tweets de quem está imerso nesses assuntos. ENTRE NA CONVERSA

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

The Bourne Legacy 2012 720p TS XviD 5.1 AC3 – MATiNE

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , ,

Para Anatel, relatório sobre falhas de serviços da TIM é preliminar

Estudo da agência constatou que o plano de chamadas Infinity da operadora cai com mais frequência que outros pacotes ainda é

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, disse hoje (7/08) que o relatório de fiscalização da agência que mostra uma queda maior de chamadas no plano Infinity da TIM, em relação a outros planos, ainda é preliminar e a empresa terá direito de se defender.

“Não tem julgamento de mérito ainda, precisamos esperar que a área técnica faça seu trabalho, a superintendência vai julgar o processo e depois será analisado pelo Conselho Diretor”, informou Rezende.

Segundo relatório de fiscalização da agência, as quedas de chamadas do plano Infinity são quatro vezes maiores que de outros planos da operadora. No Infinity, o usuário paga pela ligação e não pelos minutos de chamadas.

“Existe um acréscimo de 300% de quedas das chamadas provenientes de tarifação por ligação em comparação com as de tarifação por minuto”, aponta o documento da Anatel, que integra o procedimento administrativo para averiguar descumprimento de obrigações.

João Rezende não informou que tipo de punição a TIM poderá receber se for detectado tratamento diferenciado dos usuários. O superintendente de Serviços Privados da Anatel, Bruno Ramos, disse que a fiscalização da Anatel ainda não chegou a uma conclusão sobre as causas das quedas de chamadas.

“Não temos posição se ocorreu determinada ação de conduta com relação [aos planos] Infinity e Liberty. Isso não existe ainda, a empresa vai se defender e nós vamos analisar a defesa dela”

O relatório também diz que a TIM trata de forma desigual os clientes do plano Infinity e dos demais planos da operadora. “Em consequência, os usuários do plano Infinity são obrigados a realizar novas ligações para completar as comunicações”.

Segundo a Anatel, o processo ainda está em fase de instrução. “Somente após a regular tramitação do processo, com direito ao contraditório e à ampla defesa da prestadora, a agência irá deliberar sobre o assunto e adotará as providências legais e regulamentares cabíveis”, informa a Anatel, em nota.

O Ministério Público (MP) do Paraná ingressou hoje (6/08) com ação judicial solicitando a suspensão das vendas de chips da TIM Celular no estado.

*Com informações da Agência Brasil

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Internet tem 233 milhões de domínios no primeiro trimestre

Nos três primeiros meses do ano, mais de 7 milhões de domínios foram criados em todo o mundo, segundo a VeriSign.

No primeiro trimestre do ano, 7,5 milhões de nomes de domínios foram adicionados à internet no primeiro trimestre de 2012, elevando o número total de nomes para mais de 233 milhões em todo o mundo. Os dados são do Dossiê sobre a Indústria de Domínios na Internet, da VeriSign, fornecedora de serviços de infraestrutura de internet.

O crescimento em comparação com o quarto trimestre de 2011 foi de 3,3% e marca o quinto trimestre consecutivo com expansão superior a 2%, afirma a VeriSign.

Os Domínios de Primeiro Nível (TLDs) .com e .net apresentaram salto agregado nos três primeiros meses do ano, alcançando um total conjunto de aproximadamente 116,7 milhões de domínios ativos na zona ajustada para .com e .net. Novo resistros de .com e .net alcançaram total de 8,9 milhões no período, crescimento ano a ano de 7,7%.

A ordem dos principais TLDs em termos de tamanho de zona não mudou comparada ao quarto trimestre. Os maiores são, em ordem, .com, .de (Alemanha), .net, .uk (Reino Unido), .org,
.info, .tk (Tokelau), .nl (Holanda), .ru (Federação Russa) e .eu (União Europeia). O Brasil aparece como oitavo na lista de principais operadores de registro de Domínios de Primeiro Nível com Códigos
de Países (ccTLDs).

Trata-se de um aumento de 2,5% da base sobre o quarto trimestre de 2011 e de 8,1% sobre o primeiro trimestre de 2011. Os registros .com alcançaram mais de 100 milhões de nomes de domínios durante o trimestre.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Apple suspende alteração de senha após hack no iCloud

A Apple suspendeu os resets de senhas de AppleIDs após o hack da conta no iCloud do jornalista da Wired, Mat Honan.

A companhia de Cupertino informou à sua equipe de suporte para não processar pedidos de alteração de senha que chegarem pelos telefones. Um representante do serviço de atendimento ao consumidor da Apple disse para a Wired que a empresa estava interrompendo todas as restaurações de senhas da AppleID por telefone.

De acordo com a Wired, o “congelamento” de senhas vai durar pelo menos 24 horas enquanto a companhia realiza “updates de manutenção” em todo o sistema.

Mas vale notar que ainda é possível mudar as senhas da AppleID pelo endereço appleid.apple.com.

Nesta semana, a Apple admitiu que suas “políticas internas não foram seguidas completamente” no caso que permitiu a um grupo de hackers acessar a conta de Honan no iCloud.

De acordo com o jornalista, os hackers entraram em contato com a Apple, deram o nome e endereço dele, além dos quatro últimos dígitos do seu cartão de crédito (que obtiveram com a Amazon). O suporte técnico da Apple então reiniciou a conta dele no iCloud e enviou uma senha temporária.

A Amazon também realizou mudanças de segurança após o hack. Antes, era possível que um hacker tivesse acesso a uma conta apenas com o nome, e-mail, e endereço de entrega de um cliente. As alterações fecharam esse “buraco”, sugerem informações recentes.

icloudnovo_390.jpg

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Quase 25% da população mundial pretende ver as Olimpíadas via web

Estudo da Ipso diz que as mídias preferidas serão a televisão (65%), Internet (23%), smartphones (6%) e tablets (4%)

Pesquisa divulgada pela consultoria Ipsos nesta sexta (27) revela que 72% da população de 24 países pretende assistir pelo menos alguma parte das Olimpíadas 2012, em Londres. O estudo diz que as mídias preferidas serão a televisão (65%), Internet (23%), smartphones (6%) e tablets (4%). 

Entre os esportes mais citados, aparecem o atletismo (20%) e futebol (20%). As modalidades são seguidas de perto por natação (16%), ginástica olímpica (14%), vôlei (5%), basquete (4%), boxe (3%) e ciclismo (2%).

“Como sempre, as atenções estão voltadas para as Olimpíadas. O que está mudando é a forma como ela será vista, devido à evolução na distribuição digital de conteúdo”, diz Odmar Almeida Filho, CEO da Ipsos no Brasil. A enquete foi feita com 18,6 habitantes de diversos países. 

Mais de seis em cada dez pessoas (62%) afirmaram ter interesse (22% fortemente, 40% algum interesse) nos Jogos – apenas 37% declaram que não pretendem assistir nada (24% não muito interessados e 13% nenhum interesse). 

As Olimpíadas serão assistidas em plataformas variadas. A TV (65%) lidera, mas as novas tecnologias já aparecem com vigor. Quase um quarto dsa pessoas usará a Internet (23%) e um em cada dez, celulares (6%) ou tablets (4%). A TV tem presença fortíssima no México, com 82% de preferência, seguido pela Coréia do Sul (80%), Brasil (79%) e índia (75%). Já na Bélgica (48%), Arábia Saudita (49%), Alemanha (50%) e França (52%) o uso da TV é menos provável.

Os chineses são os mais propensos a utilizar tecnologias menos tradicionais. Na verdade, quase toda a base respondente (94%) da China indicou: 67% vai assistir pela Internet, 16% em telefones celulares e 15% em tablets. 

Na Índia, uma maioria similar irá utilizar as novas tecnologias: 50% online, 24% via celulares e 15% em tablets. Os próximos países da lista a utilizar novas tecnologias ainda mantêm alguma distância em relação à China e à Índia: Coréia do Sul (58% online, celular e tablets combinados), Arábia Saudita (54%) e Turquia (43%). 

Menos de um em cada cinco dos entrevistados da Bélgica (14%), Itália (14%), Alemanha (15%), Austrália (16%) e França (16%) vão utilizar as tecnologias não convencionais. Um dado interessante é que um em cada vinte fortemente concorda em baixar algum aplicativo de smartphone para assistir os jogos ao vivo (5%) e receber as atualizações sobre as competições (5%). Um em cada sete pode fazer: 15% “concorda um pouco” em baixar algum aplicativo para assistir aos jogos enquanto 16% “concorda um pouco” em buscar aplicativo para receber as atualizações.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Opinião: vitória da Apple sobre a Samsung pode mudar o mercado

A decisão do júri de sexta, 24/8, para a Apple receber mais de 1 bilhão de dólares em indenização da Samsung é algo significativo. Por isso, especialistas, analistas e advogados estão analisando-a desde então para tentar descobrir o que ela significa para o futuro. O veredito foi anunciado após menos de três dias de deliberação, uma agilidade que pegou muitas pessoas de surpresa, dada a complexidade do caso.

A Samsung já anunciou que pretende recorrer da decisão, algo que faz sentido. O simples fato de ser algo na casa dos bilhões de dólares, sem mencionar outros efeitos em longo prazo no mercado, fazem com que gastar alguns milhões a mais em advogados na esperança de reduzir ou reverter essa decisão seja algo óbvio para a empresa sul-coreana.

Especialistas em direito do mundo todo já pesaram as chances de sucesso da Samsung nessa apelação, e existem aspectos da decisão do júri que podem dar esperança à fabricante derrota no tribunal. Mas é provavelmente algo difícil que uma corte dos EUA vá reverter as decisões principais de patentes, mesmo que ela decida “refinar” o veredito ou reduzir o valor da indenização

Se esse valor da indenização persistir, a Samsung não será profundamente afetada na parte financeira. Apesar de ser um valor alto, um bilhão de dólares é apenas uma parte dos rendimentos registrados pela companhia no último trimestre. Pela mesma razão, é apenas uma fração, ainda que uma significativa, para a Apple, que registrou 8,8 bilhões de dólares em lucro apenas no trimestre mais recente.

Neste caso, o juiz tem a opção de triplicar a indenização e adicionar taxas legais consideráveis aos custos da Samsung. Mas mesmo que isso aconteça, o valor total não ultrapassará muito os 3,5 bilhões de dólares. Isso é dinheiro de verdade, mas não é algo que vai mudar o negócio da Samsung ou Apple.

O impacto em longo prazo nem está ligado a maioria das patentes violadas pela Samsung. As patentes de design, em sua maioria ligadas ao visual e toque do aparelho, podem ser contornadas. E apesar disso poder obrigar a Samsung (e todas as outras fabricantes de smartphones) a redesenharem elementos que potencialmente violem as patentes, existem aspectos mais prejudiciais da decisão.

Primeiro, a curto prazo, a Apple pode usar a vitória para conseguir uma determinação contra a venda de vários aparelhos da Samsung, evitando efetivamente que eles sejam comercializados nos EUA – a companhia de Cupertino já entrou com esse pedido para barrar oito smartphones da Samsung. Se isso acontecer, ainda terá um efeito principalmente a curto prazo, afetando alguns produtos que não são mais vendidos e aliviados por uma linha redesenhada de aparelhos da Samsung, muitos dos quais já são comentados. O mesmo vale para outras fabricantes, que a Apple poderia ir atrás em seguida.

Mas muito mais graves são os vereditos do júri sobre as patentes de “utilitários” da Apple, cobrindo elementos de interface de usuário (IU). Os elementos mais familiares em questão são reportados como “toque para dar zoom”(ou “pinch to zoom”). Essas patentes cobrem elementos baseados em gestos que a maioria dos usuários de smartphones provavelmente considera um padrão atualmente. Isso é algo muito importante. Imagine se, por restrições de patentes, marcas diferentes de carros tivessem não apenas estilos diferentes, mas precisassem colocar seus pedais de freio e acelerador em outros lugares, ou tivessem que usar guidões de motocicletas em vez de um volante. Já foi debatido sobre se esse tipo de elemento IU deveria ser considerado passível de patente, mas o veredito da disputa Apple vs Samsung diz que sim – e há um número cada vez maior deles.

Se tipos diferentes de telefones possuem variações não apenas no design e em detalhes, mas em funções fundamentais – especialmente elementos de interações básicas – um efeito poderoso pode ser um “travamento” maior para um ou outro fabricante. A “memória motora” (como nós interagimos fisicamente com as coisas) mais ainda do que processos mentais, demanda tempo e esforço para desaprender e reaprender. Se você precisa passar muito tempo reaprendendo aspectos fundamentais de como usar um telefone apenas para mudar de marca, com qual frequência faria essa troca com exceção de razões extremamente atraentes? Alguns analistas apontaram que o caso Apple vs Samsung poderia impulsionar uma maior inovação, uma vez que os fabricantes mergulharão em extensões e detalhes maiores para evitar a infração de patentes atuais e futuras. Isso pode muito bem ser verdade, mas também poderia levar a uma habilidade menor para se trocar de aparelhos já que seus aspectos principais de uso serão divergentes.

Por último, caso as patentes da Apple sejam mantidas, a situação mais provável é que a Samsung e outras fabricantes de smartphones sintam-se obrigadas a licenciar patentes da Apple por algum valor. Isso adiciona lucros extras aos cofres já cheios da companhia de Cupertino, aumentando sua margem de rendimentos e baixando as receitas das fabricantes rivais. Isso provavelmente tornará mais difícil para os rivais competirem. A Apple então fará dinheiro de verdade, para sempre, com as vendas de smartphones concorrentes.

Resumindo: a Apple está no banco do motorista aqui, e agora tem a ameaça clara de ação legal com um processo muito bem-sucedido já decidido para aumentar sua influência e demanda por licenciamentos.

A briga com a Samsung ecoa uma disputa anterior da Apple. Em 1988, a companhia entrou com um processo contra a rival Microsoft por violar leis de direitos autorais por copiar o “visual e sentimento” do Macintosh GUI ao criar o então novo sistema Windows. A Microsoft venceu o caso, e a Apple aprendeu, entre outras coisas, que a lei de direitos autorais (nos EUA) é uma fundação fraca a partir da qual se defende seu território intelectual. Essa derrota provavelmente informou sua estratégia bem-sucedida de diversos registros de patentes cobrindo o máximo possível seu trabalho em smartphones e tablets.

Se a Apple tivesse vencido aquele processo contra a Microsoft, imagine como o mundo da computação poderia ser diferente hoje em dia. Caso o veredito do caso Apple vs Samsung seja mantido, talvez vejamos um replay dessa situação no mundo dos smartphones e tablets. E dado o nível maior de convergência entre os sistemas de desktop e smartphone/tablet, os ambientes e interfaces da Apple e Microsoft, o impacto dessa decisão pode ter consequências ainda mais abrangentes.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Filme brasileiro é o mais baixado da iTunes Store por duas semanas

O filme brasileiro Paraísos Artificiais continua liderando pela segunda semana consecutiva a lista dos títulos mais baixados na iTunes Store brasileira. A produção é a única brasileira presente no Top 20 da loja.

Dirigido por Marcos Prado e produzido por José Padilha (“Tropa de Elite 1 e 2”), o longa que teve 400 mil espectadores nos cinemas nacionais está à frente de grandes produções de Hollywood como “Os Vingadores” e “American Pie – O Reencontro” na loja online da Apple.

O título pode ser alugado por 8 reais em definição padrão (standard) ou 10 reais em HD, enquanto que para compra sai 30 reais em definição analógica e 40 reais em alta definição.

Confira abaixo um trailer do filme estrelado por Nathalia Dill, Luca Bianchi e Lívia de Bueno.

Paraísos Artificiais 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Bruce Willis briga com Apple para que músicas do iTunes fiquem de herança, diz jornal

Segundo The Sun, ator de Hollywood quer deixar seus arquivos comprados na loja da empresa para as filhas. Prática não é permitida pelo contrato da AppleO ator Bruce Willis estaria processando a Apple por causa de sua biblioteca de músicas no iTunes. 

Segundo o jornal britânico The Sun, o astro de 57 anos quer deixar toda sua coleção de música digital para as três fllha, Rumer, Scout e Tallulah. Só que os termos e condições da Apple alegam que os consumidores não são donos das músicas, mas, em vez disso, alugaram as faixas do iTunes. Isso significa que quando o dono de uma conta do iTunes morre, sua coleção baixada de músicas perde o valor.

“Willis pediu aos conselheiros para conseguirem um procurador que fique com seus downloads, que incluiria clássicos dos Beatles e do Led Zeppeling, para burlar essa regra”, afirma o The Sun, alegando que o ator também está preparando ações legais para aumentar os direitos dos clientes do iTunes.

“Muitas pessoas ficarão surpresas em descobrir que todas as músicas e livros comprados ao longo dos anos na verdade não pertencem a elas”, disse o especialista em posses do escritório Irwin Mitchell, Chris Walton. “É apenas natural que você queira passar esses itens para uma pessoa amada.”

Atualização

A esposa do ator, Emma Hemming, negou há pouco a informação sobre o processo. Em sem Twitter, ela disse que a notícia “não é verdadeira”.

brucewillis01.jpeg

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , , ,